PREFEITO E SECRETÁRIO DE CULTURA DE FORMIGA AFIRMAM QUE HAVERÁ CARNAVAL EM 2022

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Carnaval, Festival da Linguiça, Canta e Louva. Esses são apenas três eventos que devem voltar ao cronograma oficial de festividades de Formiga, no Centro-Oeste de Minas, no próximo ano. A prefeitura fez um chamamento, nessa quarta-feira (13/10), de produtores de eventos para iniciar a organização das programações.

A decisão foi tomada após a redução dos indicadores da COVID-19 no município de 67,9 mil habitantes. O avanço da vacinação é outro fator incentivador. Desde o início da pandemia, os eventos em espaços públicos estão suspensos.

O calendário vai contemplar tanto as festas organizadas pela prefeitura, como pela iniciativa privada. O objetivo é tentar distribuí-las ao longo do ano, evitando a coincidência de datas.


Organização

Um dos mais esperados deverá abrir o calendário: o Carnaval. A folia que arrasta cerca de 4 mil pessoas por dia foi exatamente a última realizada antes da suspensão. Entretanto, a retomada está condicionada a um fator. "Vai depender das condições epidemiológicas da época", alerta o secretário de Cultura, Alex Arouca.

A estrutura deverá ser pensada para atender as normas sanitárias. A elaboração de um novo formato será discutida, assim como aproveitar ferramentas que ganharam força durante a pandemia.

"O formato on-line foi, digamos, descoberto e deverá persistir. Pode ser que os eventos públicos passem a acontecer das duas formas, simultaneamente, presencial e virtual", antecipa.
O Festival da Linguiça já virou tradição e atrai cerca de 2 mil pessoas por dia. Eventos como o festival e privados só poderão ser realizados caso haja permissão dos órgãos sanitários e de saúde.


Demanda cultural


A elaboração do calendário foi uma proposta do plano de governo do prefeito Eugenio Vilela. Com a pandemia e o impacto direto no setor cultural e artístico, a necessidade ficou mais evidente. "Foi o primeiro a parar e, até agora, não voltou ao normal", destaca o secretário sobre o impacto no setor.
A retomada deverá impactar positivamente tanto para os produtores, como prestadores de serviços ligadas ao segmento, como donos de barracas, músicos, som, etc. "Se em 2022 a vacinação avançar e voltarmos a fazer evento com segurança, com a galera vacinada, tem tudo pra ser um ano ótimo para os eventos", comenta o produtor Morenno Tavares da Silva Bia.
Atuando desde 2011 na área, ele destaca a demanda gerada pelo próprio público que está há dois anos sem grandes festividades. "Todos estão loucos para saírem de casa e reunir com os amigos. Formiguense ama abraçar, beijar, conversar cara a cara e a pandemia tirou isso da gente", cita.

Os interessados em inserir os eventos no calendário do município devem procurar a Secretaria Municipal de Cultura, sediada na Casa do Engenheiro até o final de novembro.