MINAS GERAIS NÃO TERÁ PROIBIÇÃO DE VENDA E CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS NAS ELEIÇÕES

Reprodução

Reprodução

Minas Gerais não terá proibição de venda e consumo de bebidas alcoólicas em razão das eleições do próximo domingo (2). A informação deve ser oficializada nas próximas horas.

Uma fonte do governo de Minas informou que a decisão segue exemplo do que ocorre em outros estados. Lembrou ainda que no pleito de 2020 o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) determinou a proibição, mas o governo se posicionou contra. "Neste ano, manteremos a posição de não editar. E tudo indica que o tribunal também não o fará".

De acordo com o TRE, a proibição da venda e do consumo de bebidas alcóolicas no dia da eleição "já foi objeto de deliberação pelo Gabinete Institucional de Segurança, ocasião em que concluíram que a definição sobre sua edição ou não compete exclusivamente à Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública".

A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Minas Gerais (Abrasel-MG) solicitou ao governador Romeu Zema que não haja decretação da 'Lei Seca' eleitoral em Minas. O pedido foi reforçado pelo próprio presidente da Abrasel-MG, Matheus Daniel, na última segunda-feira (19), durante encontro do dirigente com o governador de Minas.