PADRASTO E MÃE SÃO INDICIADOS POR ESTUPRO DE MENINA EM PASSOS

Foto: Ilustrativa

Foto: Ilustrativa

A Polícia Civil indiciou um homem de 49 anos e uma mulher, de 31, por estupro de vulnerável de uma adolescente de 13 anos, filha da acusada e enteada do homem, em Passos. Segundo informações da corporação, foi concluído, nesta quinta-feira, 17, o inquérito que apurou o crime.

De acordo a polícia, a delegada titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), Mariana Fioravante, afirma que tanto o padrasto quanto a mãe da vítima estão presos preventivamente. "A omissão da mãe é penalmente relevante porque ela deveria e poderia ter agido para evitar os estupros. Além de ter voltado a conviver com o agressor da própria filha, ela presenciou os abusos e nada fez", disse.

Desde 2020, havia decisão judicial com medida de proteção para que o investigado mantivesse distância da vítima e o homem já havia sido indiciado em outro inquérito por estupro de vulnerável contra a mesma vítima.

Segundo a polícia, mesmo com a medida de proteção, a mãe da adolescente reatou o relacionamento com o investigado e o levou para morar com elas novamente. Em razão disso, os estupros voltaram a acontecer neste ano, com o conhecimento da mãe, que confessou ter presenciado o companheiro em atos libidinosos com a vítima por diversas vezes.

Ainda de acordo com a polícia, após acionamento do Conselho Tutelar, o investigado foi preso em flagrante e admitiu ter cometido atos libidinosos com a vítima desde que ela tinha 9 anos. O homem também revelou possuir fotos da enteada nua, no aparelho celular dele.

A vítima foi encaminhada para atendimento em unidade hospitalar da cidade. Já o celular do suspeito foi remetido à perícia técnica, com a finalidade de reunir mais elementos sobre o estupro e o conteúdo de pornografia infantil no aparelho.