SECRETÁRIO DE SAÚDE FAZ APELO PARA ADOLESCENTES SE VACINAREM CONTRA COVID EM MG: 'É SEGURA'

O secretário também alertou que vacinação contra outras doenças, como sarampo, febre amarela e poliomielite, está aquém do ideal.

Fábio Baccheretti, secretário de Saúde de Minas - Foto: Larissa Carvalho / TV Globo

Fábio Baccheretti, secretário de Saúde de Minas - Foto: Larissa Carvalho / TV Globo

O secretário de estado de Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti, fez um apelo para que os adolescentes não deixem de tomar vacina contra Covid-19 no estado.

O pedido foi feito durante a entrevista coletiva da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, na manhã desta quinta-feira (23).

"Vou acalmar mães e adolescentes: o Ministério da Saúde lançou ontem (terça-feira, 22) corroborando a eficácia da vacina, o que a Anvisa já tinha feito. Houve suspensão para este público, mas Anvisa revisou e viu que não há problema. O risco da vacina é muito pequeno, a doença continua sendo muito mais grave que qualquer efeito colateral. Além disso, já foi esclarecido que o óbito do adolescente em São Paulo não tem a ver com a vacina, ela é segura", disse Baccheretti.

Ele disse ainda que todas as doses em adolescentes e de reforço em idosos serão aplicadas até meados do mês de outubro.

Baccheretti falou também que "provavelmente" crianças abaixo de 12 anos serão imunizadas contra Covid-19: "Questão de tempo".

Vacinação contra a Covid-19 em Suzano; Alto Tietê; vacina; coronavírus; pfizer; astrazeneca; coronavac — Foto: Wanderley Costa/Secop Suzano

Vacinação contra a Covid-19 em Suzano; Alto Tietê; vacina; coronavírus; pfizer; astrazeneca; coronavac — Foto: Wanderley Costa/Secop Suzano

Cobertura de outras vacinas

O secretário falou também a respeito da cobertura vacinal de outras doenças no estado. Segundo ele, as outras vacinas estão sendo "deixadas para trás".

"Falamos muito de Covid, mas a vacinação contra outras doenças está sendo deixada para trás. A cobertura vacinal está muito baixa, de sarampo, febre amarela, poliomielite, por exemplo. Covid estamos indo bem, mas há outras vacinas disponíveis, não deixe de manter o cartão de vacina do seu filho, em dia", alertou.

A reportagem aguarda retorno da pasta a respeito de mais detalhes sobre a baixa cobertura vacinal destas doenças citadas pelo secretário.

Remanejamento de vacinas

Prefeitos se reúnem com secretário estadual de saúde para discutir distribuição de vacinas.

Durante a apresentação dos dados, Baccheretti falou que, no caso das cidades que têm sobras de CoronaVac e também finalizaram a campanha junto ao público-alvo, a orientação é disponibilizá-las para que a Unidade Regional de Saúde redistribua para outros municípios que ainda não concluíram a vacinação da população com idade igual ou superior a 18 anos.

Tudo na onda verde

Todas as macrorregiões do estado estão na onda verde do Minas Consciente — Foto: Governo de Minas/ Divulgação

Todas as macrorregiões do estado estão na onda verde do Minas Consciente — Foto: Governo de Minas/ Divulgação

O secretário falou mais uma vez que todas as 14 macrorregiões de saúde do estado continuam na onda verde do Minas Consciente.

Segundo ele, os cenários epidemiológico e assistencial permanecem "favoráveis" em todas as macrorregiões. Houve queda nas solicitações de internações em quatro semanas e avanço da vacinação.

"O menor número de pessoas esperando leito desde antes do pico da Covid, em 2020, foi registrado hoje às 7h30. Sete pessoas estavam esperando por um leito de terapia intensiva no estado", disse o secretário.

Minas chegou a mais de 93% da população adulta com pelo menos com a primeira dose da vacina contra a Covid. E mais de 43% dos adultos já tomaram a segunda dose ou dose única, segundo Baccheretti.