DIPLOMAÇÃO DE LULA É ANTECIPADA PARA O DIA 12 DE DEZEMBRO

PT quer tempo para negociação da PEC de Transição e teme manifestações da oposição

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva em discurso na COP27, a conferência climática da ONU, em Sharm el-Sheik, no Egito - Foto: Joseph Eid/AFP

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva em discurso na COP27, a conferência climática da ONU, em Sharm el-Sheik, no Egito - Foto: Joseph Eid/AFP

A diplomação do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi antecipada para o dia 12 de dezembro. Antes, seria no dia 19, mas a equipe do petista pediu a mudança da data. A solenidade está marcada oficialmente para 14h.

A ideia do Partido dos Trabalhadores é ter espaço antes do recesso do Judiciário, que começa no dia 20, caso não haja negociação com o Congresso sobre a PEC da Transição. Assim, a sigla pode tentar uma solução no Supremo Tribunal Federal (STF).

A equipe de Lula também teme manifestações de apoiadores do atual presidente Jair Bolsonaro (PL), que têm acamapado em frente aos quartéis para contestar o resultado das urnas.