HOMEM É PRESO EM NA MG-050 COM MAIS DE 20 KG DE PASTA BASE DE COCAÍNA EM COMPARTIMENTO SECRETO DE CARRO

Segundo a Pol√≠cia Civil, um grupo criminoso contratou o homem sem antecedentes criminais para transportar a droga. Abordagem e prisão foram realizadas na MG-050, em Ita√ļna.

Polícia Civil apreendeu mais de 20 kg de pasta base de cocaína ¬- Foto: Polícia Civil/Divulgação

Polícia Civil apreendeu mais de 20 kg de pasta base de cocaína ÔŅĹ- Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um homem, de 32 anos, foi preso transportando mais de 20 quilos de pasta base de cocaína na MG-050, em Itaúna, no último s√°bado (18). A droga havia saído do interior de São Paulo e tinha como destino Belo Horizonte. Os detalhes da prisão do suspeito foram divulgados nesta terça-feira (21) pela Polícia Civil de Minas Gerais.

A operação foi desencadeada pelo Departamento Estadual de Combate ao Narcotr√°fico (Denarc). De acordo com o delegado Rodolpho Machado, um grupo criminoso teria contratado o homem, de 32 anos, sem antecedentes criminais, o qual conduzia veículo próprio e legalizado, para transportar o entorpecente.

Por meio de investigações, a equipe do Denarc identificou a possível movimentação do motorista, sendo realizado o monitoramento do veículo. Na altura da cidade de Itaúna, com base na identificação da melhor oportunidade, foi realizada a interceptação por parte dos policiais civis.

"Após a abordagem, os policiais descobriram que o veículo possuía um dispositivo que abria um compartimento secreto no painel, local em que conseguiram apreender os 20 tabletes da pasta base de cocaína", conta o delegado Rodolpho, que ainda acrescenta: "o que chama a atenção é a engenharia no veículo para trazer esses 20 quilos de pasta base. É uma droga de pureza muito alta e certamente seria desdobrada em quatro ou cinco porções".

O chefe da Divisão Especializada de Combate ao Narcotr√°fico, Thiago Machado, destacou o impacto financeiro na organização criminosa respons√°vel pela droga, tendo em vista o alto valor de mercado do entorpecente, e a importância dos elementos investigativos levantados durante a ação policial.

"Além do baque no valor patrimonial, com essa ação a gente consegue, a partir da prisão do suspeito, arrecadação de telefones e veículo, obter elementos para que possamos continuar as investigações. O √™xito não est√° somente na quantidade de drogas apreendidas, mas também na obtenção de informações que visam elucidar o modus operandi desse grupo criminoso", conclui.

As investigações, iniciadas h√° aproximadamente seis meses, prosseguem.