FOTÓGRAFO DE ENSAIOS INFANTIS É PRESO SUSPEITO DE PEDOFILIA EM MG; ENTEADA DE 2 ANOS É UMA DAS VÍTIMAS, DIZ POLÍCIA

A Polícia Civil disse que em 2013 ele já tinha sido condenado a cinco anos e quatro meses pelo mesmo crime.

Urso de pelúcia (imagem ilustrativa) ¬- Foto: Pixabay/Reprodução

Urso de pelúcia (imagem ilustrativa) ÔŅĹ- Foto: Pixabay/Reprodução

A Polícia Civil prendeu um fotógrafo de 34 anos suspeito de armazenar e compartilhar conteúdo de pornografia infantil.

Segundo a instituição, ele fazia ensaios com crianças. A prisão foi no último dia 10, em Bambuí, na Região Centro-Oeste de Minas Gerais, e a enteada dele, de 2 anos, é uma das vítimas identificadas. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira (16) em Belo Horizonte.

A polícia disse também que o homem provavelmente est√° ligado a uma rede de pedofilia e que as investigações começaram h√° cerca de dois meses pela Delegacia de Divisão de Crimes Cibernéticos.

No momento da prisão, ele fechou a porta do estúdio para barrar a entrada dos policiais e jogou o celular em um lote ao lado do imóvel. Contudo, o aparelho foi recuperado e ainda foram apreendidos cartão de memória, m√°quinas fotogr√°ficas e um computador.

A instituição afirmou que as investigações foram iniciadas pelo setor de intelig√™ncia e que não houve denúncia anônima.

"O setor de intelig√™ncia j√° percebeu manipulação de fotos como compartilhamentos", explicou a delegada Cristiana Angelin.

A delegada Marcelle Bacellar disse que as fotos estão passando por perícia.

"Ele pode ser indiciado por compartilhamento e armazenamento de fotos envolvendo crianças nuas", disse Marcelle.

A partir dessas apurações, ele também pode ser indiciado por estupro de vulner√°vel, j√° que a investigação aponta que ele manipulou a genit√°lia da enteada. As penas somadas podem chegar a 15 anos de prisão.

Reincidente

As delegadas contaram que em 2013 o homem j√° tinha sido condenado a cinco anos e quatro meses de prisão pelo mesmo crime – pedofilia. Porém, ele cumpriu um ano e tr√™s meses da pena.

Ainda de acordo com a polícia, depois que o suspeito foi preso, mães de crianças que foram fotografadas pelo suspeito procuraram a delegacia.

Contudo, as delegadas ressaltaram que o fato dele ter feito as fotos não quer dizer que as crianças tenham sido abusadas. Elas orientaram que a família converse antes com os filhos. Caso perceba algo errado, deve entrar em contato com a polícia.