ARCOS SUSPENDE FOLGAS E FÉRIAS DE SERVIDORES PARA COMBATE A DENGUE

Decreto publicado pelo prefeito de Arcos (Foto: Divulgação/Prefeitura de Arcos)

Decreto publicado pelo prefeito de Arcos (Foto: Divulgação/Prefeitura de Arcos)

A prefeitura de Arcos, no Centro-Oeste de Minas, suspendeu a concessão de férias e folgas para os servidores da Secretaria Municipal de Saúde até o fim da "situação de emerg√™ncia", devido ao aumento de casos de dengue. O município, conforme o boletim mais recente, tem 90 confirmações da doença.

O prefeito Claudenir José de Melo publicou o decretou na quinta-feira (8/2). Com base nele, a prefeitura também passa a ter autonomia para tomar medidas administrativas e assistenciais necess√°rias à contenção do aumento da incid√™ncia de casos.

Dentre elas, por exemplo, aquisição pública de insumos e materiais, doação e cessão de equipamentos, assim como, a contratação de serviços estritamente necess√°rios ao atendimento da situação emergencial.

Operação de combate a dengue em Arcos

Em nota publicada no site oficial, a prefeitura de Arcos informou que a operação de combate ao mosquito Aedes aegypti começou antes mesmo de o governador Romeu Zema (Novo) decretar "situação de emerg√™ncia" para a dengue em Minas Gerais.

A operação inclui a intensificação da limpeza urbana, inclusive com mutirões, bem como, campanhas educativas nas mídias.

"Mas o grave cen√°rio epidemiológico que o Brasil enfrenta exigiu que a Prefeitura tomasse mais medidas em decorr√™ncia da doença", informou.

A medida é pautada no histórico do município que j√° sofreu no passado com altos números de dengue, nos aumentos dos casos no Estado. Além disso, na incid√™ncia atual do município.